Blog


25 de enero de 2018

Vitamina C - o fundamento frutal da imunidade

Vitamina C - o fundamento frutal da imunidade

Quando chega o inverno e os dias são curtos e frios, dia após dia, perdemos o desejo e a motivação para ter uma vida ativa.

O período de constipações afeta um número crescente de pessoas, e as filas para os médicos surgem como cogumelos. O que faz para se proteger da imunidade reduzida e prevenir a doença?

Além de um cachecol quente e casaco é bom apostar numa dieta saudável. As recomendações nutricionais sugerem que devemos comer 2-4 peças de fruta e 3-5 porções de legumes todos os dias. Frutas e legumes contêm a vitamina C natural, que é tão importante para o nosso corpo. Portanto, é importante planear alimentação saudável que cubra a nossa necessidade de vitaminas e minerais. Isso ajudará a fortalecer o nosso sistema imunológico e prevenir constipações.

Uma das vitaminas mais importantes que afeta a nossa imunidade durante o outono e o inverno é a vitamina C. A necessidade de vitamina C dum adulto é de aprox. 60 mg por dia, maior apenas para mulheres grávidas e pessoas que praticam desporto.

A vitamina C natural também é conhecida como ácido L-ascórbico.

Encontra-se em muitos organismos vivos, tanto animais como vegetais. O homem, infelizmente, não tem a capacidade de sintetizar vitamina C nem de a armazenar. Assim, as necessidades diárias devem ser supridas com a dieta.

As melhores fontes de vitamina C são:

  • acerola (4500 mg/100 g)
  • rosa selvagem (450 mg/100 g)
  • espinheiro-mar (320 mg/100 g)
  • cornus (100-200 mg/100 g)
  • salsa (178 mg/100 g)
  • groselha preta (177 mg/100 g)
  • bagas de Goji (148 mg/100 g)

A vitamina C desempenha muitas funções no organismo humano que são cruciais para a saúde:

participa ativamente na transformação da tirosina e, como um antioxidante poderoso, promove o equilíbrio oxidativo do corpo.

Estudos mostram que a suplementação com vitamina C tem um efeito positivo na redução do risco de constipações e gripes.

Nutricionistas e médicos, no entanto, concordam que não devemos exceder uma dose de 2 g de vitamina C por dia, uma vez que pode causar problemas de estômago, bem como náuseas e vómitos. No entanto a dose necessária para produzir toxicidade é muito elevada, pelo que se considera que a sua administração é segura.

As deficiências de vitamina C são exibidas por dificuldades na cicatrização das feridas, feridas da cavidade oral, tais como escorbuto ou gangrena.

A quantidade adequada de vitamina C na nossa dieta permite-nos evitar a dor muscular e articular, como também é responsável pela síntese de colagénio e, portanto, suporta o funcionamento do sistema osteoarticular.

A vitamina C é um componente dos melhores suplementos para homens e para mulheres. Ajuda a melhorar a performance física e mental.

Fala-se muito sobre as duas formas da vitamina C, nomeadamente sobre a vitamina C levogira e dextrogira. Qual é a diferença entre elas e porque é que o uso desta divisão se tornou tão importante recentemente?

A vitamina C na forma levogira está presente na natureza e é sintetizada por organismos vivos. As quantidades altas desta substância são encontradas em acerola e rosa selvagem.

A rosa selvagem é usada por anos pelas nossas mães e avós. Eles sabiam há muito tempo que na altura de doença, crianças e adultos devem beber o sumo ou compota de rosa selvagem.

Então qual é o fenómeno desta planta? Rosa selvagem, além de altas doses de vitamina C, também contém bioflavonoides que desempenham um papel significativo nos mecanismos de defesa antioxidante do organismo.

Os bioflavonoides protegem as células dos radicais livres e aumentam a absorção de vitamina C, portanto, a combinação de rosa selvagem e acerola é altamente funcional e usada na indústria farmacêutica.

A acerola também é conhecida como Malpighia glabra. É uma planta cujas frutas pequenas parecem cerejas e contêm grandes quantidades de vitamina C. Naturalmente, é geralmente aceite que o limão contém muita vitamina C. A acerola tem 30 vezes mais! As frutas de acerola têm um sabor refrescante, por isso nas regiões onde existe naturalmente, é uma matéria-prima para compotas, sumos e mousses. O mercado farmacêutico está cada vez mais interessado nesta fruta como base para suplementos inovadores.

Existem muitos suplementos alimentares que contêm vitamina C, no entanto, o NUTRICODE IMMUNO, merece especial atenção. A sua fórmula única é a já mencionada combinação funcional do extrato de fruta de acerola e bioflavonoides de rosa selvagem. Esta dupla não só nos fornece uma dose diária adequada de vitamina C, mas também garante a sua assimilação correta. Cuide de seu corpo e fortaleça a sua imunidade já hoje!